LGPD na área da saúde: como a digitalização de documentos pode ajudar

Você precisa estar atento para garantir a segurança dos dados dos pacientes da clínica médica, operadora ou do hospital. Por isso, confira como esta solução irá te ajudar em tempos de LGPD.

Quem é responsável pelas Unidades de Saúde tem até agosto de 2020 para adequá-las à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A LGPD na área da saúde ainda deve passar por mudanças, mas você precisa estar atento para garantir a segurança dos dados dos pacientes da clínica médica, operadora ou do hospital. 

Portanto, é importante estar familiarizado com as informações e desde já contar com especialistas que poderão ajudar na digitalização de documentos e na segurança de dados. Isso porque se a sua instituição não obedecer à LGPD, a Unidade de Saúde poderá ser multada. 

No entanto, como a digitalização de documentos pode ajudar a cumprir a LGPD? Neste post, vamos falar sobre o assunto. Ficou interessado? Então, acompanhe a leitura! 

Qual é o principal objetivo da LGPD? 

A LGPD assegura o usuário que suas informações não serão compartilhadas sem o consentimento. Além disso, ela aumenta a segurança dos dados confidenciais. Por isso, a Lei é mais rigorosa e exige que toda instituição de saúde, sejam hospitais, laboratórios, clínicas médicas ou operadoras de saúde tenham mais cuidado com o armazenamento das informações dos pacientes. 

Quais os impactos da LGPD na área da saúde? 

Os dados dos pacientes só serão coletados e armazenados em sistemas com a autorização dos mesmos. Isso serve para os prontuários eletrônicos que já estão no sistema. Isso quer dizer que você só poderá armazenar os dados com a autorização dos pacientes cadastrados. 

Os pacientes também terão o direito de saber quais dados vão constar no sistema e para qual finalidade. Estes dados deverão estar disponíveis para a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão federal que editará normas e fiscalizará os procedimentos em relação à segurança dos dados pessoais dos usuários. 

Você também deve saber que os dados dos pacientes e as transmissões de informações no sistema deverão ser criptografados e, depois de cumprirem o objetivo, apagados. 

Como a digitalização de documentos pode ajudar na LGPD?

A digitalização de documentos é importante para você reunir todas as informações dos pacientes em um único software. Além disso, por meio da tecnologia de ponta, você garante a segurança desses dados. 

Outro benefício é que existem empresas no mercado que podem te ajudar no cumprimento da LGPD, já que algumas como a Green oferece várias soluções para você gerenciar toda a parte administrativa da instituição de saúde. A digitalização de documentos também pode: 

Melhorar a preservação da informação

A digitalização de documentos te ajuda não perder dados importantes dos pacientes. Ela protege as informações para que elas não se percam e você não tenha problemas com a legibilidade dos registros. 

Garantir a segurança dos dados 

O procedimento também garante a segurança dos dados. Os documentos digitalizados são criptografados e protegidos por senha. Eles são armazenados com segurança na nuvem. Você também atribui níveis de acesso a usuários específicos e rastreia a atividade do arquivo. 

Facilitar o compartilhamento das informações

A digitalização de documentos ajuda a compartilhar as informações com segurança e rapidez. Além disso, facilita o trabalho da equipe médica que precisa ter acesso aos prontuários dos pacientes. 

 

Viu como a digitalização de documentos pode ajudar a LGPD na área da saúde? Agora que você já sabe, poderá escolher uma empresa com mais tranquilidade, para te ajudar a cumprir com a Lei, não é verdade? Fique atento a LGPD e evite multas! 

Quer aprender um pouco mais sobre a LGPD? Baixe o nosso e-book e confira os primeiros passos para se tornar um hospital digital!

;